21 de dez de 2008

Revista HM Entrevista com Wuv




A revista HM Magazine fez uma super entrevista com Wuv, baterista da banda P.O.D. Conhece alguém que é grilado sobre a espiritualidade do P.O.D.? Mande essa entrevista para essa pessoa.

Quando perguntamos como que as coisas estavam funcionando com o "Novo Cara" Jason Truby, Wuv respondeu: " Jason é realmente uma benção de Deus, desde o ínicio com a gente. Nós fizemos uma turnê com Living Sacrifice, e o nosso veículo quebrou em Little Rock uma vez, Jason e sua esposa nos acolheram por uma semana. Foi lá que tivemos uma chance de conchecê-lo melhor. Naqueles dias, ele e Marcos sempre tocavam a guitarra de brincadeira. Naquela época Jason já estava querendo mudar o seu estilo. Ele estava firme com Living Sacrifice, mas dava para perceber que eles queria sair daquele tipo de música que é realmente muito pesada. A gente até considerou tê-lo como um quinto membro da banda. Até Marcos dizia: " Olha cara, se qualquer dia a gente precisar de um novo guitarrista, eu gostaria que fosse Truby." Quando Marcos saiu da banda, nós três falamos com o empresário para ver se Truby estaria interessado. Mas sinceramente, a gente nem sabia se o cara tava vivo! Mas tudo funcionou.

"A primeira coisa que ele fez foi voar para Los Angeles, e gravar a música do Matrix. Desde o princípio foi uma situação meio estranha para ele porque não era um evento pequeno... foi como se Deus tivesse com a sua mão durante todo o processo. Ele (Deus) tem cuidadosamente bordando os nossos corações juntos - musicalmente, espiritualmente, em tudo. Ele está em San Diego há 3 meses com esposa e filha. A química entre nós está linda. Tem sido muito divertido tocar com ele e compor esse álbum com ele."

A banda está muito feliz que a parte de composição das músicas está acontecendo da maneira que sempre aconteceu. "A gente se uni e ora, pedindo a Deus inspiração e para que Ele permita que nós possamos nos divertir também. Daí a gente começa a tocar. A gente começa mexer em alguns riffs, e isso acaba se tornando num verso e as coisas começam a acontecer. A maioria das vezes a gente tenta não deixar a sessão sem pelo menos uma música. É assim que P.O.D. sempre fez as coisas. A gente pega a música joga no Pro-Tools e grava um CD e tentamos dar ao Sonny o mais rápido possível para que ele possa começar a sentir a letra."

...

Novo som?

"Com Jason, sem dúvida não é um 'Living Sacrifice barra P.O.D.' Está pesado, mas é uma combinação de belas notas. Com Jason, ele tem muita técnica. Ele sabe tudo sobre guitarra - tanto em teoria quanto em qualquer outra coisa. O cara é um música genial quando chega nesse ponto. Nós estamos ficando mais velhos e a nossa platéia também, então é muito importante que a nossa música cresca junto conosco. Nós estamos tentando fazer algo que não seja apenas uma Parte 3 ou Parte 4 de um álbum anterior. Nós estamos tentando fazer as músicas bonitas mas ao mesmo tempo pesadas... A presença de Jason fez com que essa mudança viesse mais rápido pois ele tem um estilo um pouco diferente. A presença dele fez com que chegássemos a um nível superior."

Gravadora Three Points Records:

"As coisas estão no processo de construção com Three Point. Pessoas chegam para a gente o tempo todo querendo que a gente contrate auma banda. Nós não estamos tentando contratar cinco artistas de uma vez. Primeiro nós estamos com compromisso com Blindside. A gente pode contratar quantas bandas forem precisas, mas até que Blindside estoure - e eles estão tendo muita oportunidades... As bandas seculares todas amam Blindside, porque eles vão lá toda a noite e fazem o que fazem melhor - tocar - mas o nosso compromisso é com eles no momento, vender álbuns. ... Sobre as decisões, nós deixamos na mão da banda, mas sempre quando podemos, a gente faz um conferência e fazemos estratégias... Eles trabalham mais com a gravadora Elektra, mas sempre que pedem nossa opinião nós a damos."

Status de Celebridade?

Em relação a nossa maneira de viver dia a dia, nada mudou. A gente nunca sabe o que está acontecendo. Existe algum tipo de companhia gigante que está sempre fazendo as coisas acontecerem para gente. O seu dia a dia fica um pouco mais enrolado. E a única coisa que a gente pode fazer é estar pronto para encará-lo. Em qualquer lugar que você vá existe pelo menos um jovem que te reconheça. Isso é mais estranho para nossas esposas do que nossos amigos, porque 9 de 10 vezes as moças estão te paquerando. Isso foi uma coisa que a gente teve que se ajustar."

Por traz das câmeras:

"... Leva um tempo para a pessoa entender o que é ser Cristão. O conceito de Cristão sendo um 'fanático religioso' que levanta de manhã e ora em céu aberto. Leva um tempo para as pessoas te sentirem e realmente descobriem o significado. E saber que Deus te criou como um indivíduo e Ele criou a sua pessoa, somos todos diferentes. Nós passamos muito tempo com bandas seculares e nós deixamos as nossas ações falarem por nós mesmos. Banda como Papa Roach sempre chega para gente e diz coisas tipo 'Cara será que você pode orar por mim?' Blindside recentemente perguntou a um deles se ele gostaria de aceitar a Cristo e ele respondeu: 'Cara, Eu quero, mas ainda não estou pronto...' São aqueles pequenos passos. Essas semetinhas é que plantamos todos os dias. Na realidade são passos gigantescos, porque quando esses caras estiverem sozinhos na deles, essas serão as perguntas que eles vão querer respostas. Eles olham a sua vida e notam que é esse tipo de alegria que eles querem na vida deles. Você tem que estar lá amando ao Senhor e deixar Ele ser a alegria da sua vida e deixar isso brilhar nas vidas de todos ao seu redor. Só porque somos Cristãos não quer dizer que a gente tem a Bíblia decorada, algumas pessoas tem esse talento, mas para gente o nosso exemplo do dia a dia é mais efetivo."

Oração?

"As pessoas podem orar por nós de várias maneiras. Primeiro, Eu quero agradecer a todos. Deus nos abençoou e as pessoas de Deus também - desde o início do P.O.D. E nós realmente agradecemos a todos por isso. Porque sem as pessoas de Deus orando por nós e nos apoiando a gente realmente não teria chegado onde estamos hoje. Ore pelas nossas famílias, desde que chegamos no nível que estamos hoje tempo é uma coisa que está sempre faltando com nossas famílias. A gente tem side abençoados pois conseguimos ficar 6 a 7 meses em casa apenas com nossas famílias... e também ore para que continuemos representando o nome de Deus e o fazendo com muito amor."

0 comentários:

0 comentários: