12 de jul de 2012

Sonny - Entrevista na Christianity Today [PARTE 1]

Primeira parte de uma entrevista na Christianity Today em que Sonny revela muitos detalhes de como tem sido os últimos anos de sua carreira e sua vida pessoal, detalhes das composições do Murdered Love e muito mais. Na parte 2, teremos um ''especial'' sobre a faixa I Am, com Sonny botando de vez por todas um ponto final na história.

CT - Vocês já estão na estrada há mais de 20 anos agora, você está começando a envelhecer!
Sonny - Estou cara (risos)! O problema é que eu me sinto jovem. Até eu arrebentar minhas costas pulando do palco, mas tem sido uma grande experiência!
-
CT - Qual a melhor parte ?
Sonny - Ver o impacto que nossa música tem. Sempre tive no coração que Deus salvaria pessoas através dessas músicas loucas, de alguma forma, de alguma maneira, mostraria seu caminho. Tudo o que sabemos fazer é escrever músicas e amar a Deus. Quando um garoto vem depois de um show e diz que estava pensando em suicídio, ou que foi salvo, ou que ele tenha sentido Deus lhe mostrar algo através da nossa música, essa é a razão pela qual eu continuo a fazer isso. Esse tipo de coisa é como combustível pro nosso tanque, porque as vezes andamos tão sós, que dá vontade de largar tudo e ficar só com a família. (Sonny e a esposa Shannon tem 3 filhos) Mas então, alguém aparece com uma dessas histórias, e não é apenas uma, aumenta mais e mais.
-
CT - Qual a parte mais difícil ?
Sonny - Experimentar o mundo real. Termos que andar com nossa fé la fora. Quando estamos lá fora, é como se todo mundo quisesse um pedaço de você. Nossa fé não é necessariamente testada, mas a nossa carne é - nossas forças, nossas fraquezas - Tem sido uma montanha russa, e todos já passamos por suas provações. E no fim do dia, eu sei que tenho que trabalhar minha própria salvação com temor e tremor, e tenho que demonstrar minha fé para com meus irmãos e Deus.
-
CT - A banda entrou em um 'hiatos' por um tempo. Por que ?
Sonny - Eu tive que dar uma pausa. Eu havia chegado em um ponto que minha caminhada Cristã havia se tornado uma rotina, eu não me sentia em Sua presença mais. Então eu só queria ir pra casa e ser um bom marido e um bom pai. Eu queria me aproximar mais e mais das Escrituras e me aproximar de Deus. E nesse processo, Deus me lembrou do propósito que eu tinha com o P.O.D., e que é preciso ir lá fora e ser uma luz nesse mundo louco.
-
CT - Houve algum momento em que a banda decidiu parar completamente ?
Sonny - Acho que não. Quando eu contei pro pessoal que eu estava cansado e queria ir pra casa, creio que eles estavam cansados também, mas estávamos sempre programados a continuar em frente- o show não pode parar- Mas eu havia chegado a um ponto espiritual em que eu desistiria de qualquer coisa...Essa música não define quem eu sou. Sou abençoado por faze-la, mas não é minha identidade.Cristo é minha identidade. Eu só precisava voltar a minha essência, com Deus me lembrando minhas prioridades e meu primeiro amor. Thinking about forever. 
-
CT - Quais foram algumas das pessoas as quais você procurou força para se reorientar ?
Sonny - Michael Guido tem sido nosso pastor na estrada durante anos, e ele teve andado comigo por uns tempos. Eu me reconectei com minha igreja. E eu tenho a oportunidade de passar um tempo ao lado de pessoas como Brian ''Head'' Welch (ex-KoRn) e Sturm Lacey do Flyleaf, entre outras pessoas no mundo da música que tem tentado andar junto ao Senhor. Começamos um lance de orar uns pelos outros e parar com essa ''Crentelhice'' e sermos honestos e dizer: ''Eu estou estragando tudo e preciso de ajuda''. Começou  com uma pequena causa, mas vem crescendo no mundo todo.
-
CT - Você está falando sobre o The Whosoevers ?
Sonny - Sim. Estamos recebendo ligações de muitas pessoas do meio do entretenimento  dizendo, "Posso não ser aquele tipo de cristão, mas eu sou um Whosoever (Aquele que crê). Eu acredito. Eu só preciso de alguém para acompanhar". Então, estou fazendo isso com muitas pessoas, dando minhas mãos, não por um ministério, mas como um amigo, um irmão. Mas isto se tornou em algo em que possamos compartilhar nossos testemunhos em escolas públicas, só por termos este esteriótipo de ''rock star'' ou algo do tipo. Essas crianças estão nos dando alguns segundos extras que talvez não sejam dados a seus pais ou pastores. Eles estão ouvindo esses malucos dizendo "Quando tudo se resume a isto, eu sou salvo pela graça e eu acredito em Jesus, e estou tentando melhorar".
-
CT - Então, o que aconteceu para que vocês voltassem a gravar um disco ?
Sonny - Eu estava gastando muito tempo servindo a Igreja e a comunidade, pensando, 'Isto é o que um bom cristão faz'. Mas eu senti como se Deus estivesse sussurrando "A última coisa que eu preciso é de um outro pastor. Eu lhe dei a plataforma para você ir lá fora, você está exatamente onde Eu quero que você esteja.'' E eu acredito nisso, e agora estou pronto pra andar com minha fé no mundo real.  Eu sinto que estou próximo de Deus quando estou em uma 'zona de perigo', porque eu deposito tudo Nele.
-
CT - Você escreve muito sobre a Babilônia, guerras e imagens apocalípticas...
Sonny - Sim, é verdade. Lendo as Escrituras, acredito que estejamos vivendo os últimos dias. Creio que nosso tempo é curto, e que aqueles que foram chamados devem agarrar o maior número de pessoas possível e traze-las para seu Reino.
-
CT - Me fale um pouco sobre a história por trás de uma ou outra canção do Murdered Love...  
Sonny - 'Murdered Love' é sobre o momento em que nosso Salvador morreu.- Jesus na cruz e o que aquele momento representou, como deve ter havido terremotos e de como o céu escureceu. Um outro fato é sobre os dois ladrões, e aquele que creu e se arrependeu, e Jesus disse "Hoje estarás no paraíso Comigo".
Beautiful se trata de uma canção para aquelas pessoas que tem passado por alguma dificuldade. É uma lembrança do que Deus pensa delas -Elas são lindas, e Deus as ama do jeito que são.

0 comentários:

0 comentários: